quinta-feira, 17 de setembro de 2020

DENISE

Leia ouvindo | Beija Flor

Ela quase sempre prefere o silêncio de sua inquietude do que entrar em conversas que sabem que tudo que vão conseguir extrair dela é caos. Ela aprendeu ser sozinha, ser raiz, mesmo em solo seco, ela insiste em se plantar, porque ela é dela e somente dela, e sabe reflorescer não importa a estação do ano. Um dia ela já foi de muita festa, de risadas exageradas e muita falação, mas aprendeu com a vida de que as melhores coisas e seus melhores momentos devem ser entregues para pessoas assim como ela, pessoas que possuem a alma livre de qualquer amarra que a sociedade insiste em nos dizer que precisamos ter, ela já parou de dar ouvidos a quem não merece sua atenção, ela é dela e somente dela.

Tem dias que ela acorda se sentindo menor que a formiguinha que todos os dias faz seu caminho pela varanda que ela tão lindamente toma suas doses de vitamina D. Essa moça é feita de sol, ela é tão solar que quando o céu amanhece nublado seu espírito em um ato de rebeldia também resolve se fechar, então ela chora, se sente pequena, sente que o mundo é pesado demais e que suas cicatrizes são lembretes do quão cruel a vida pode ser. Ela é feita de caos e estrelas, ás vezes pode não parecer, mas essa moça carrega grandes constelações em seu peito, peito esse que ela insiste em dizer que é frágil, mal sabe ela que seu coração é todo forjado pelas mulheres que vieram antes dela, ela é uma em muitas, muitas apenas nela.

Alguns dias ela é chuva, em outros é o próprio sol, e é sobre esses dias que gosto de recitar, é desses dias que o coração dela parece que vai explodir do peito que amo transformar em poesia e prosa, aliás ela é toda bolsa nova. É sobre o jeito que ela sorri quando algo aquece seu coração, é sobre sua risada alta e exagerada daquele tipo que a gente se entrega e ri junto, é sobre o jeito que ela faz piada de suas próprias dores, sobre como ela levanta depois de o mundo ordenar que ela continue no chão. Ela não é do tipo que se permiti desistir, mesmo quando acha que sim, mesmo quando o cansaço repete besteiras em seus ouvidos, ela continua. Ela levanta, pega seu baixo e permite que sua dor se transforme em uma nova canção.

Seu coração é terra fértil, mas não é qualquer um que merece germinar nele. Sua terra é feita para grandes amores, mesmo aqueles que duram apenas algumas estações, sua alma não é de se prender, ela é passarinho, aprendeu voar depois de sentir presa, hoje ela precisa das alturas para se sentir viva, mas ela sabe que ás vezes é bom ter onde pousar.

Ela é poesia, prosa, verso e canção. Sua história é só dela, se chegar a dividir com você suas marcas e cicatrizes se sinta privilegiado porque não é qualquer pessoa que chega a conhecer sua imensidão. Ela é tão linda e rara, parece até estrela cadente. Ás vezes ela se esquece do quão forte e brilhante é, por isso escrevi essas linhas meio bagunçadas só para lembrá-la. Ela é dela e somente dela, ela é Denise.

5 comentários :

  1. Eu ainda não tô sabendo lidar de verdade. Porque afeto que envolve a gente e aquece mesmo de longe, daqueles que a gente nem espera, tira o fôlego mesmo. Prazer lindo da minha vida reencontrar você, e rir e chorar, e bailar com a Deusa feminina que também habita em você. Dessa geminiana de coração fácil, uma admiração grande e honesta, adoro você já te amando, Cá! Que sorte ter você se fazendo tão presente ❤️ Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!!!!
    Texto lindo que transborda, que transforma, que cativa e , ai ai, amei!

    Tive um trechinho favorito:
    "Seu coração é terra fértil, mas não é qualquer um que merece germinar nele. Sua terra é feita para grandes amores, mesmo aqueles que duram apenas algumas estações"

    wow!!!!!!
    me vi um pouco aí !

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Que texto lindo, daqueles que faz a gente sorrir vendo todo o carinho que foi colocado nele.
    Cada frase mais encantadora e de uma paixão mais linda que a outra. Parabéns pelo teu dom.
    E Denise de fato é uma deusa.

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir
  4. Que texto encantador, amei conhecer a Denise aqui.
    Ela ser só dela, a pessoa ter esse poder e saber que é de si próprio, esse amor próprio que nos faz voar, nos faz querer sair do ninho, sair das asas e bater as nossas próprias asas sem depender diretamente de outro alguém.
    Saber ser sol, ser chuva, ser luz e ser imensidão.
    Amei!
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cami, passei aqui de novo para ler mais textos incríveis por aqui, um cantinho muito especial.
    Beijos.




    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir

Germine aqui um pouco de amor. ♥